Com uma trágica história real, o melhor filme de suspense brasileiro está na Netflix

O diretor paulista Fernando Coimbra começou escrever o roteiro de O Lobo Atrás da Porta (2013), ótimo thriller psicológico brasileiro que agora está na Netflix, quando ainda estava na faculdade de Cinema e Vídeo da Universidade de São Paulo (USP). 

Leu a respeito do lendário caso da “Fera da Penha”, um crime que fez história na imprensa carioca do início da década de 1960 e, fascinado pela história, começou a escrever o roteiro, que só iria filmar quase uma década e meia mais tarde, quando teve certeza de que estava no ponto.

O Lobo Atrás da Porta


A História

Após o sequestro de uma menina, os pais da garota, Sylvia (Fabíula Nascimento) e Bernardo (Milhem Cortaz), bem como a amante deste último, Rosa (Leandra Leal), contam suas respectivas versões do que aconteceu para o delegado encarregado (Juliano Cazarré), enquanto a polícia tenta localizar a criança desaparecida. A partir daí, o filme se aprofunda nos sórdidos segredos enraizados neste triângulo amoroso, repleto de mentiras e traições.

Veja o trailer:



Com um final surpreendente (mesmo!) e eletrizante, “O Lobo Atrás da Porta” é um filme que merece ser visto pelo grande público por se propor a entender o lado selvagem do gênero humano, capaz de ser despertado em qualquer pessoa sujeitada a humilhações e violências abomináveis. 

A produção já está disponível na Netflix.

O Lobo Atrás da Porta

Postar um comentário

0 Comentários