Netflix lança suspense policial chocante sobre tráfico sexual

A Netflix tem dado cada vez mais atenção ao que tem acontecido (artisticamente e culturalmente) na África do Sul. Também em 2021, a plataforma de streaming global disponibilizou em seu catálogo a muito competente série de suspense Labirinto do Medo. Agora, uma nova história está intrigando o público: o suspense policial Eu Sou Todas as Meninas.

 Eu Sou Todas as Meninas


Siga e ouça nosso podcast no Spotify:


A História

Situado em 1994, em Joanesburgo, na África do Sul, a trama acompanha Jodie (vivida por Erica Wessels), uma investigadora de crimes especiais que, depois de uma sequência de mortes, suspeita que um temido assassino em série está dando dicas para ajudar as autoridades a derrubar uma quadrilha global de tráfico sexual infantil.

Dessa premissa, o suspense se constrói em torno desse mistério central, no entanto, o roteiro perspicaz consegue contornar a típica história de investigação para fazer uma reflexão bem-vinda sobre o quão corrupto é o sistema – e até mesmo as autoridades – que está tentando capturar predadores sexuais.

Veja o trailer:



Abordando temas tão complicados e dolorosos, o original Netflix vai promover uma profunda e sensível experiência para a audiência, mas também é necessário cautela. Por tratar de assuntos que podem se tornar um gatilho para muitos, é fundamental levar isso em consideração.

Eu Sou Todas as Meninas

Lançado na plataforma em maio, ‘Eu Sou Todas as Meninas’ foi roteirizado por Wayne Fitzjohn, Emile Leuvennink e Marcell Greeff.

Postar um comentário

0 Comentários