O Inocente: minissérie da Netflix com Mario Casas é um quebra-cabeça viciante

Fechando as grandes estreias de abril na Netflix, O Inocente, nova ficção espanhola estrelada por Mario Casas (Um Contratempo, A Casa, Remédio Amargo), chega com enigmas e tensões, que prometem fazer desta, o novo sucesso da plataforma.

Divulgação/Netflix

A minissérie de mistério de oito episódios, é baseada no romance homônimo de Harlan Coben (Não Fale com Estranhos), e traz na produção Oriol Paulo, um dos cineastas espanhóis com mais longa carreira internacional. 

“A especialidade de Harlan Coben é introduzir o leitor nos corações e mentes de seus personagens. Seus protagonistas são pessoas comuns, vivendo suas vidas, quando de repente são sugados para dentro de um aterrorizante mundo de crimes sórdidos e destruição.”– USA Today.

Saiba o que esperar de O Inocente, abaixo:


TRAMA

Durante uma festa, ao tentar apartar uma briga, Matt (Mario Casas) mata uma pessoa acidentalmente e é considerado culpado pelo júri.

Divulgação/Netflix

Agora, nove anos depois de ser libertado da prisão, tudo parece ter entrado nos eixos: Olivia, sua esposa, está grávida e os dois estão prestes a comprar uma casa na cidade natal dele.

Mas a ilusão acaba quando Matt recebe um vídeo chocante e inexplicável que começa a despedaçar sua vida pela segunda vez.


Vale a pena assistir?

O Inocente constrói rapidamente um quebra-cabeça que brinca com o espectador, trazendo a tona em seus primeiros minutos conflitos que servem como um anzol, fisgando quem assiste e prendendo tão bem, que  fica difícil não querer participar adivinhando o que vai acontecer a seguir.

Divulgação/Netflix

Assistimos aos 3 primeiros episódios da série, e o que podemos revelar é que tudo, pelo menos neste começo, é entregue com intensidade, criando em cada capítulo um mistério que te captura e faz gritar pelo próximo episódio.

Pode ser um pouco confuso? Talvez, mas a genialidade de como as informações são interligadas a cada final, e a hipnotizante atuação de Mario Casas (gênio do gênero) fazem render os quase 60 minutos de cada parte. 


O Inocente é uma série para maratonar

Temos aqui todos os ingredientes para se tornar o novo vício do público. É um jogo tão misterioso, sujo e atraente, que ainda que traga algumas superficialidades, você não consegue parar de assistir, e claro, esse é o seu trunfo.

Divulgação/Netflix

Como em um quebra-cabeça, a expectava é de "O Inocente" consiga acertar ao encaixar as suas peças, trazendo um desfecho empolgante e satisfatório, sem lacunas ou imperfeições.

 "O Inocente" estreia sexta-feira, 30 de abril, na Netflix.

Postar um comentário

0 Comentários