Crítica | "We Are Who We Are" - Episódio 1

A HBO estreou na última segunda-feira (14), "We Are Who We Are", série de Luca Guadagnino (Call me by your Name). Um drama adolescente repleto de explosões hormonais e autodescoberta em uma base do Exército dos EUA na Itália.

Divulgação/HBO



"We Are Who We Are" apresenta logo na primeira cena Fraser (Jack Dylan Grazer), jovem de 14 anos encostado em um balcão de perdidos e achados de um aeroporto com um ar aborrecido e simultaneamente inquieto (seria a cena uma forma abstrata de refletir os sentimentos do personagem?).

Em ritmo lento e intenso, as apresentações dos nomes centrais acontecem, carregados de significado que refletem diretamente a proposta da série.

Divulgação/HBO




Quando digo, carregados de significado, é porque cada cena traz uma interpretação coerente às descobertas da vida, principalmente na adolescência, onde a intensidade é maior.

Em determinado momento, Britney, uma adolescente que mora na base, explica para Fraser, como todos os supermercados de bases militares são exatamente iguais, em qualquer lugar do mundo. “Para não nos perdermos”, diz ela.

É ai que sentimos que esse processo de perder-se estabelece o centro da série. Explorar isto de maneira natural, focada em uma visão adolescente, enriquece e gera grande expectativa.

Reprodução




Guadagnino procura ao máximo imergir o expectador ao protagonista, com movimentos bruscos de câmera, relexo de uma turbulência emocional.

Em certos momentos, somos levados à Call Me by Your Name, pela forma despretensiosa de como o roteiro entrega a sua trama, e isso não é um ponto negativo.

Alice Braga/ Reprodução

Além de Jack Dylan, o elenco conta com Chloë Sevigny (Big Love), Kid Cudi (Westworld), Alice Braga (Queen of the South) e Spence Moore II (All American).

"We Are Who We Are" contará com 8 episódios, exibidos na HBO às segundas, 23 horas.


Postar um comentário

0 Comentários