Saiba como foram filmadas as "cenas picantes" de 365 DNI


A temperatura subiu na Netflix com o filme 365 DNI. A produção tem dado o que falar, tanto positivo, quanto negativamente.

Mas o que tem mesmo chamado a atenção é a veracidade das cenas íntimas do filme.




Em entrevista à Variety, o diretor de fotografia Bartek Cierlica, explicou como as tais cenas foram filmadas:

Reprodução/365 DNI




“Cada cena íntima do filme é diferente… Ela começa com medo do desconhecido e tentação. Depois evolui para desejo carnal e termina efetivamente apaixonada. A principal ideia era criar a tensão crescente entre os dois, desde o primeiro encontro. Nós queríamos que o espectador participasse do jogo.”

Mas além do contexto cinematográfico, ele ainda fez questão de explicar a parte prática do trabalho.

“Queríamos que a câmera fosse o mais invisível possível, permitisse que eles agissem, de modo que as tomadas fossem muito, muito longas. Criamos a atmosfera mais íntima que pudemos para os atores. Reduzimos a equipe no set para o mínimo absoluto. Como era portátil, eu estava seguindo a ação deles e tentando demonstrar sua paixão de uma maneira natural, mas bonita. Queríamos que esse sexo fosse bastante autêntico. Queríamos que o espectador ouvisse seus sussurros, respirações pesadas e queríamos mostrar o suor, a paixão. Que fosse natural, autêntico, mas não ultrapassasse a fronteira da pornografia”, explicou ele acrescentando que queria fazer jus ao livro que deu origem ao filme, que sempre descreve cada detalhe do sexo.

Reprodução/365 DNI




A história de 365 DNI baseia-se no livro com o mesmo título de Blanka Lipinska, uma escritora da Polónia.

O projeto foi realizado pela dupla de Barbara Bialowas e Tomasz Mandes.

O argumento acompanha a narrativa de Laura, uma jovem executiva que é sequestrada por Massimo, um poderoso e rico líder da máfia italiana.

Como refém, tentará não se apaixonar pelo criminoso, que fará de tudo para que isso aconteça — no prazo de 365 dias.

Reprodução/365 DNI




Apesar de muitos utilizadores da Netflix estarem a elogiar o filme nas redes sociais, vários outros têm criticado a relação entre uma vítima e o seu raptor, acusando a história de romantizar o síndrome de Estocolmo — quando alguém se deixa encantar pelo seu agressor.

CONFIRA TAMBÉM: Filmes e séries parecidos com 365 DNI na Netflix (365 Dias/365 Days)


Postar um comentário

0 Comentários